Tópico

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Deuses não usam Black-Tie

Ela mora em outra rua
Ainda não sei o seu nome
Mas sei que seu pai é um criador de porcos e homens

Faltou luz na despedida
Todo mundo esqueceu
E não têm nada mais sem graça
Do que piada sem final
Filme com final feliz

À violência no colégio
A ocorrência foi no jardim de infância
Um menino bomba explodiu outra vez
Com perguntas sem respostas
A mandíbula exposta
E um gesto obsceno no fim

Dentes amarelos sorriem preocupados
Ocupados com os dias e as horas
E as cinzas do cigarro
O trabalho escravo nas minas de carvão

E fica tão chato quando alguém
Lembra uma canção
Canta uma canção de amor

1 Comentários:

Rafael disse...

Grande sacada!